Pular para o conteúdo principal

Postagens

Pigalle, bairro mítico da vida noturna parisiense

Postagens recentes

Le Train Bleu: uma viagem a Paris de 1900

Construído em 1900 na ocasião da Exposição Universal - assim como o Pont Alexandre III, o Petit e o Grand Palais -  o Le Train Bleu, é um restaurante parisiense situado dentro da estação ferroviária Gare de Lyon. Inscrito como patrimônio histórico nos anos 70, o restaurante é uma obra-prima da Belle Époque.


Originalmente chamado Buffet de la Gare de Lyon, o restaurante foi rebatizado Le Train Bleu em 1963 em homenagem à linha Paris-Vintimille, trem luxuoso que percorria cidades da Côte d'Azur.

A decoração suntuosa do restaurante - totalmente restaurado em 2014 - contrasta com a agitação da estação contemporânea, o que torna a experiência ainda mais original ! Esculturas, molduras e belíssimas pinturas transformam este restaurante em um verdadeiro museu que merece ser visitado ao menos uma vez.





Aviso aos paladares mais exigentes, não se trata de um restaurante gastronômico mas sim de uma cozinha de brasserie. Caso prefira, você pode tomar somente um drink no bar - aberto das 7h30 …

Gand, Gent ou Ghent ... você vai se apaixonar !

Gand em francês / Gent em nerlandês / Ghent em inglês), capital da Flandres Oriental, é uma das cidades mais autênticas da Bélgica e está situada na confluência dos rios Lys e Escaut (Leie e Schelde em nerlandês). A origem da cidade é incerta, ela teria sido fundada no século IX, quando Balduíno I de Flandres (Balduíno Braço de Ferro) construiu um castelo para proteger as abadias de São Pedro e São Bavo das invasões vikings. Do ano 1000 a 1550, Gand foi uma das cidades mais importantes da Europa, maior que Londres e apenas "superada" por Paris. Importante cidade de comércio têxtil à partir do século XII, Gand viveu um período de florescimento econômico e cultural do século XIV ao século XVI. Desta desta época de ouro a cidade preservou uma herança arquitetônica abundante no centro histórico.

Hoje a cidade é um polo cultural importante do país com museus de altíssimo padrão, restaurantes incríveis e muitos festivais. Gand acolhe 45 000 estudantes por uma população total de …

Kortrijk: uma cidade criativa

Modernidade e preservação do patrimônio histórico Com um pouco mais de 75.000 habitantes, a pacata cidade de Kortrijk (Courtrai em francês) faz parte da Eurométropole Lille-Kortrijk-Tournai, a maior metrópole transfronteiriça da Europa. No total, 152 municípios franceses e belgas se uniram neste projeto de cooperação, sendo que Lille (França), Tournai (Valônia de língua francesa) e Kortrijk (Flandres de língua neerlandesa) são cidades centrais dentro desta área.

Situada na província belga da Flandres Ocidental, a cidade está no coração de uma antiga região de manufaturas têxteis, especializada até o século XV na tapeçaria e depois no linho. Abandonada durante a revolução industrial, mais voltada à metalurgia e ao carvão, Kortrijk sofreu uma crise profunda em sua atividade têxtil. A partir da década de 1990, a conversão para o setor terciário e a reabilitação dos bairros deteriorados deram  nova vida à cidade.


A somente 40 minutos de Lille e por volta de uma hora de Bruxelas, Kortrij…

Marolles: um bairro autêntico e descolado de Bruxelas

Longe dos pontos mega turísticos de Bruxelas, o bairro de Marolles é popular e cosmopolita onde reina uma atmosfera super convivial. Além do famoso mercado das pulgas, a gente encontra muitos bares, restaurantes, galerias e lojas bacanas. Se você é fã de um bom "garimpo", este bairro é feito para você !
Mercado das pulgas O mercado das pulgas da Place du Jeu de Balle existe desde 1873 e por lá se encontra de tudo um pouco. Móveis, roupas, porcelana, objetos variados e de todo jeito !  Em torno da praça muitos bares simpáticos com terraços para observar a agitação do mercado que funciona todos os dias das 6 às 14h, nos finais de semana até às15h.







Antiquários, brechós e galerias de arte Depois da bagunça do mercado das pulgas, que tal algumas lojas descoladas ?  Não deixe de caminhar pela rue Blaes, rue Haute et rue des Renards, é um passeio delicioso. Além de restaurantes e bares, são inúmeras lojas, livrarias e galerias de arte, vale a visita !



Elevador Poelaert e Palácio da …